A lei da vez.



Desde quando consigo ver com tanta clareza o mundo? Tudo bem, não diria que é o teu mundo ou o de qualquer outra pessoa, mas o meu mundo. Soa egoísta dizer que tenho um só meu, mas é assim que funciona para a maioria das pessoas, criamos nossa bolha, que pode ser terna ou assassina.

Diferente de antes, me sinto menos dramática e simplesmente estou.

É possivél que 'quase' todas as mulheres que conheço tenham uma inclinação para o drama e logo caiam no desamor, mas é uma questão não de radicalismo, mas de equilibrio essa coisa de mudar. Não precisamos ser rispidos uns com os outros, mas também não precisamos tomar doses cavalares de madre Tereza.

Calma, não me refiro a deixar de nos preocuparmos com as politicas públicas ou algo do tipo. Refiro-me descaradamente a deletar pessoas que estão alimentadas, instruídas e com as buchechas bem coradinhas, mas mesmo assim agem conosco como seres paridos por uma puta que gosta do que faz (também existem diferenças entre os tipos de putas).

A solução para ver o nosso próprio mundo com clareza é nos amarmos, e olha que não sou hippie, mas acredito que até os 'modernos' conseguem chegar nesse Nirvana e não ligar para pessoas vazias de compromisso, lealdade e quiçá amor. É fácil, apenas deixem-nas para trás e continue firme.

Daí todo mundo sempre pergunta: e qual a forma certa de amar? Se adaptar aos amigos, a família e ao parceiro? Tratá-los como um nada para que eles rastejem por ti? Amá-los loucamente a espera do minímo de afeição e pena?
Sinceramente não sei, só sei e me dá tesão pensar que amo quando acho que devo amar e nunca 'cuspo' nas pessoas, no caso de decepção, finjo que não conheço quem me machucou e sigo pelo caminho do 'eu posso'.

Cuspir eu deixo para o ralo do banheiro, só para controlar o excesso da saliva. E suor eu deixo para o meu corpo que luta pela vida e pelos sonhos, que quem sabe um dia serão maiores que eu mesma. E quem não vale apena vira esboço que rasgo e jogo fora, sem coleta seletiva, para que se misture com orgânicos e restos de hospital.

Até o próximo post folks.

1 comentários:

Pbl disse...

Ai.

Postar um comentário